Artigos para Aprender

Artigos para Aprender

 


Permitam-me Chorar!
*Alex Garcia

Colegas. Contente de estar e começar com vocês mais um ano. Espero que possamos manter a vibração, entusiasmo e reflexão. Vamos começar 2013 com um fato que deixou a mim e a muitas pessoas no mundo estarrecidas. Aconteceu na Bélgica: "Gêmeos surdos e quase cegos submetidos à eutanásia". Os dois irmãos gêmeos belgas surdos que estavam praticamente cegos recorreram à lei da eutanásia para morrer. Viveram no mesmo quarto a vida inteira e recorreram aos médicos, que os ajudaram a morrer.

Os gêmeos não sofriam de nenhuma doença terminal, nem de dor física, mas os médicos, mesmo assim, responderam positivamente ao seu desejo. Com 45 anos, os gêmeos nasceram surdos e nos últimos anos começaram a perder a visão, tendo feito um pacto para morrer, o que aconteceu a 14 de dezembro de 2012, Com essa permitam-me chorar. Ora, os gêmeos eram pessoas surdocegas. O meio não colaborou com eles e todos sabem como o meio é terrível. O meio cercou e eles não suportaram.

Sendo surdos e ao começarem a ficar cegos pensaram de forma lógica, "se sofremos assim vamos sofrer bem mais assim". Minha tese do meio se confirma, pois aceitaram praticar a eutanásia. A pessoa quer, mas a prática passa por avaliação. O estado falhou durante a história e agora "sem saída" acata a "vontade" deles. Encontrei em site inglês a citação: "But their dwindling eyesight meant that within a few years they would lose their only means of communication", em tradução livre, "Mas a sua visão diminuir significava que dentro de alguns anos eles perderiam seu único meio de comunicação".

Como? Perderiam seu único meio de comunicação? E o estado não orientou para desenvolverem outro meio? Nós pessoas surdocegas possuímos sim vários meios para comunicar. Há 15 anos estou alertando, junto a outros ativistas, o Estado do RS, Brasil e Mundo para o destrutivo poder que carrega a Surdocegueira para um Ser Humano. Poucos compreendem. Poucos dão atenção. Mas repito: A Surdocegueira é devastadora. A Pessoa Surdocega se não receber atenção adequada "morre em vida".

Milhares de Surdocegos já se suicidaram no mundo, mas a mídia não noticiou. Outros partiram de causas naturais para não dizer “solidão”. No Brasil a surdocegueira já está a 50 anos e o que observamos? Invisibilidade quase que absoluta. Pessoas Surdocegas pós-simbólicas extremamente subalternas e vulneráveis. Pessoas Surdocegas pré-simbólicas com pouca ou quase nada de estimulação, e hoje, sobrevivem, muitos em estado primitivo de desenvolvimento.

Observamos famílias sobreviverem "dando o sangue" por seus filhos que as autoridades e o poder público "esqueceram". Em 50 anos observamos Pessoas Não Surdocegas crescerem e se promoverem. Os gêmeos eram Belgas, mas a realidade não está tão distante como vocês imaginam. Deste lado do atlântico a eutanásia é "mascarada". Obrigado e até a próxima!

Saudações

Alex García

Pessoa Surdocega. Presidente da Agapasm. Coordenador do Núcleo Regional Rio Grande do Sul do Instituto Baresi. Escritor. Especialista em Educação Especial. Vencedor II Prêmio Sentidos. Rotariano Honorário - Rotary Club de São Luiz Gonzaga-RS. Líder Internacional para o Emprego de Pessoas com Deficiência Professional Program on International Leadership, Employment, and Disability (I-LEAD) Mobility International USA / MIUSA. Membro da World Federation of Deafblind - WFDB. Colunista da Revista REAÇÃO e do Portal Planeta Educação. Consultor da Rede Educativa Mundial - REDEM. Consultor Instituto Inclusão Brasil

 

Confira aqui outros artigos disponíveis.

Voltar à página principal.